Educação Socioemocional na palma da mão

Embora nos últimos tempos estejamos debatendo com mais intensidade a Educação Socioemocional, infelizmente ela ainda não é tratada com a merecida importância. Isso se deve a algumas razões. Uma delas, no âmbito escolar, é a crença de que as competências socioemocionais podem “concorrer” com as competências cognitivas, ou seja, podem atrapalhar o processo natural de aprendizagem escolar. Nada mais falso. Aliás, é exatamente o oposto que ocorre. Um estudante com seu campo emocional bem resolvido, uma gestão adequada das emoções e um nível satisfatório de autoconhecimento tende a ter um desempenho melhor nas áreas mais tradicionais do saber. Além disso, não existe essa separação. Todas as grandes áreas do conhecimento estão integradas e o que as sustenta é o ser humano por trás delas. Se esse alicerce estiver sólido, tudo se desenvolve com mais facilidade.

A segunda razão é que alguns (poucos, é verdade) ainda enxergam a Educação Socioemocional como algo menor, com menosprezo. No contexto escolar, ela seria “perfumaria”. Bem, inúmeros estudos mostram o contrário. As pesquisas vêm evidenciando que a Educação Socioemocional é fundamental não apenas para o bem-estar pessoal, mas para o sucesso profissional. Aqueles que se propõem a um autoconhecimento, isto é, uma reflexão sobre a própria subjetividade, têm mais capacidade para enxergar o outro afetivamente. Dito de outro modo, conhecer a si está relacionado a atuar socialmente de modo mais decisivo, consciente sobre as escolhas de hoje que afetarão o amanhã.

Vale ressaltar que a Educação Socioemocional é alicerçada em pesquisas científicas, psicológicas e filosóficas. Grandes pensadores dedicam-se a tratar dessa questão e trazem estudos sérios e fundamentados. Edgar Morin, por exemplo, é um dos autores que sustenta os estudos da educação socioemocional. Com sua teoria da complexidade, o filósofo francês nos mostra que a racionalidade não é superior à emoção. Aliás, sequer existe tal dicotomia, já que somos múltiplos, diversos e repletos de ambiguidades. Para o psicólogo e jornalista da ciência Daniel Goleman, um dos grandes nomes da Educação Socioemocional, a inteligência emocional é a aptidão mestra que afeta todas as demais competências. E ele vai além: uma boa gestão das emoções pode aumentar nossa capacidade de pensar e de fazer bons planos.

Os estudos que embasam o Novo Ensino Médio – que passa a vigorar em 2022 –demonstram a necessidade de vislumbrar o estudante como protagonista e incentivá-lo a se autoconhecer e gerir suas emoções. O sociólogo chileno Juan Casassus dirigiu uma pesquisa para a Unesco em catorze países da América Latina, envolvendo 54 mil estudantes, e comprovou que a educação emocional é fundamental para que os alunos aprendam mais e melhor. Os estudos demonstraram que o desempenho dos estudantes melhorou significativamente: 36% na nota média de Linguagem e 46% em Matemática. Além disso, características marcantes do Novo Ensino Médio como interdisciplinaridade, diálogo entre os saberes e construção conjunta do conhecimento são potencializadas pela educação socioemocional. Tanto alunos quanto educadores podem e devem se beneficiar da educação socioemocional. É aí que nós podemos ajudar.

A 50-50 SEL SOLUTIONS APRENDIZAGEM SOCIOEMOCIONAL tem se dedicado a desenvolver soluções que amparem o professor nos desafios do Novo Ensino Médio e apoiem os alunos para a compreensão das emoções e gestão emocional, autoestima e, particularmente, para a elaboração do seu Projeto de Vida.

Aliás, o Projeto de Vida é uma das grandes inovações do Novo Ensino Médio. Seu intento principal é auxiliar o jovem na construção de sentido para sua vida e estimular o desenvolvimento de habilidades como cooperação, domínio de tecnologias, defesa de ideias e autoconhecimento. Dando ênfase à formação integral, com o Projeto de Vida, o estudante pode construir sua identidade e seu próprio caminho, seja como cidadão, profissional ou ser social.

Aqui estão nossas soluções de educação socioemocional:

Para os jovens: Viver É Emocionante

O curso é uma ferramenta muito útil, já que articula a educação socioemocional aos eixos estruturantes dos Itinerários Formativos (pesquisa científica, processos criativos, intervenção social e empreendedorismo), aos eixos formativos do componente curricular Projeto de Vida (autoconhecimento, expansão e exploração e planejamento) e às premissas da BNCC no desenvolvimento da educação integral com vistas à construção de uma sociedade justa, democrática e inclusiva.

Em termos mais diretos, no curso o adolescente aprende a entender melhor suas emoções e a manejá-las com mais habilidade, e também a reconhecer as emoções dos outros. Aprende a escutar de um modo diferente, mais empático e altruísta, bem como a se comunicar de maneira mais eficiente. Sem dúvida, estas são ferramentais valiosas para o Projeto de Vida, e, mais que isso, diferenciais que têm impacto nas escolhas profissionais, pessoais e sociais do jovem.

Contudo, o curso Viver É Emocionante não é restrito aos estudantes. Ao contrário: também é voltado aos educadores, como uma ferramenta importante de autoconhecimento. Afinal, cuidando da autoformação, o educador sentirá mais segurança no acompanhamento das crianças e jovens.

Para professores e professoras: Emoção: Energia Vital

O curso online contextualiza e apresenta a importância da Educação Socioemocional em face dos desafios do século XXI, os principais conceitos e o referencial teórico fundamental para que o professor se sinta mais fortalecido no seu papel de educador socioemocional. Nós enxergamos o educador como um disseminador de saberes e afetos, um mediador de possíveis conflitos e um construtor de utopias. E, para que isso se potencialize, ele precisa ser amparado material e emocionalmente. Eis a importância do Emoção: Energia Vital. Dividido em oito módulos, tais como “Por que Educação Socioemocional?” e “Educação para a Vida”, o curso traz as bases para o desenvolvimento de competências socioemocionais, diretrizes para o educador aprender a olhar para si mesmo e para os estudantes no intuito de realizar seus propósitos e também resistir às tentações do desânimo e da dispersão.

Para colocar em prática, o BeNow

Os conteúdos teóricos dos cursos são complementados com drops do BeNow, aplicativo para smartphone. Drops são gotas de conhecimento, conteúdo de Educação Socioemocional e sabedoria de vida, contextualizadas por histórias vividas no cotidiano da maioria das pessoas. Trazem informações sobre compreensão emocional, independência emocional, habilidades sociais e bem-estar. Ao fim dos drops, são oferecidas orientações para se conversar com crianças, pré-adolescentes e adolescentes sobre autoconhecimento e convivência. Lendo ou escutando os drops, em menos de cinco minutos, professores e professoras conseguem desenvolver suas próprias habilidades socioemocionais, ampliando o repertório para o trabalho com crianças e jovens.

Além dos drops de conteúdo, o BeNow também apresenta a possibilidade do registro diário das emoções, já que expressar as emoções a partir do cotidiano é um passo importante para o desenvolvimento socioemocional e, também, um teste pelo qual o usuário pode conhecer seu perfil socioemocional visando avaliar seus pontos fortes e fracos.

 

Enfim, a 50-50 SEL SOLUTIONS APRENDIZAGEM SOCIOEMOCIONAL se orgulha em poder proporcionar para educadores e estudantes possibilidades de aprendizado socioemocional e habilidades que são essenciais para os tempos por vir. Caso tenha interesse em conhecer mais dos nossos cursos e aplicativo, entre em contato. Será um prazer bater um papo e apresentar nossos serviços com mais detalhes.

 


 

Artigo publicado no Jornal do SIEEESP – Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado de São Paulo – 17/05/2022.

http://www.escolaparticular.com/jornal/2022/951/#p=10

 

Social Emotional
Learning
Solutions

SOLUCIONES EN
DESARROLLO
SOCIOEMOCIONAL

Solutions pour
l’apprentissage
socio-émotionnel

Sociaal-Emotionele
Werkvormen

Handreichungen Zur
Sozial-Emotionalen
Kompetenzbildung